sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Incrível Aventura #61



Curiosidades:
- O Retorno do Capitão América - Parte Final
- Depois das tirinhas 01, 12, 36 e dessa, acho que tá bem claro porque o Aranha é um dos poucos heróis que não usa a cueca por cima da calça.
- Pra quem não conhece muito sobre o Demolidor. O jovem Matt Murdock irá perder a visão (e ganhar seus poderes) em um acidente onde ele salva a vida de um velho senhor que tentava atravessar a rua..



MSP 50

O MSP 50, álbum que reúne 50 dos maiores artistas dos quadrinhos brasileiros para homenagear os 50 anos de carreira de Maurício de Sousa, já está nas livrarias. Por que ele é tão importante? Vou repetir, simplesmente porque ele é um álbum que reúne 50 dos maiores artistas dos quadrinhos brasileiros para homenagear os 50 anos de carreira de Maurício de Sousa! Você pode ler a resenha do Universo HQ aqui, ou a do Fábio Yabu aqui pra ter uma boa ideia da grandeza desse lançamento.

No álbum, todos os artistas tiveram a oportunidade de criar uma história de até cinco páginas com qualquer personagem do Maurício que quisesse. Como resultado, temos várias histórias divertidas e emocionantes. Dentre as minhas favoritas, algumas delas se destacam pela arte, como as do Daniel Brandão, Orlandeli, a do Ivan Reis, a do Raphael Salimena e a do Renato Guedes. Muitas outras, pelo roteiro ou pela ideia inusitada da história, como as do Fido Nesti, Fabio Yabu, a sequência de tirinhas do Benett, a do Fernando Gonsales e a de Rafael Sica. Outras se destacam pelo conjunto da obra, pelo perfeito casamento entre arte e roteiro, como as histórias do Laerte, Otoniel Oliveira, Samuel Casal, Erica Awano e a do Vinicius Mitchel, minha favorita desde que eu li o álbum pela primeira vez. Sim, porque, como já disseram em algum lugar, MSP 50 é viciante. Não sei se é porque as historias são curtas, ou porque são tão diferentes entre si, mas todo tempo livre que eu tenho, eu me vejo lendo ele mais uma vez.

Tantas histórias boas são motivos mais que suficientes pra qualquer um que gosta de quadrinhos comprar um exemplar do álbum.
Mas, pra mim, o MSP 50 é mais do que isso, é mais do que boas histórias. (Tanto que eu comprei mais de um exemplar..).

O MSP 50 apresenta minha primeira história publicada.
Eu escrevi e desenhei 'Minha visão preferida', história do Chico Bento que fecha o álbum. E, desde o dia em que essa história ficou pronta e o Sidney Gusman, idealizador do projeto, me ligou minutos depois de receber ela por e-mail e me mandou ir tomar no c.. por ter feito uma história dessas, o sentimento de realização é inexplicável.

Sempre gostei de quadrinhos, eu sempre quis fazer quadrinhos, mas nunca tinha tempo pra isso. Mais ou menos no meio de 2006, eu decidi que ia largar um dos meus empregos pra me dedicar a seguir esse sonho. Fiz meu pé de meia durante um ano e meio e em 2008 comecei a fazer as tirinhas do Puny Parker pra ir aos poucos treinando nos desenhos e na linguagem dos quadrinhos. A ideia de fazer essas tirinhas era só essa, me condicionar a estar sempre produzindo e desenhando. Na época, eu colocava as tirinhas no Orkut e se eu atrasasse ou ficasse com preguiça, algum amigo meu me puxava a orelha.. Meses depois veio o blog e, no comecinho desse ano, o Puny me trouxe um convite pra participar do álbum Pequenos Heróis do escritor Estevão Ribeiro. E foi esse trabalho, ainda não publicado, que me deu a oportunidade de participar do MSP 50.


O Sidney me ligou em um sábado de manhã me convidando pra participar do projeto. Enquanto eu falava com ele no telefone eu já pensava com que personagem eu ia trabalhar e na história que eu podia fazer.. Na hora do almoço, eu já sabia qual seria o personagem da minha história e, à noite, eu já sabia qual historia eu ia contar. No dia seguinte eu já conhecia a história tão bem que nem passei o roteiro por papel. Também não fiz estudos dos personagens. Eu vivi com esse personagens minha vida toda, conhecia eles tão bem quanto meus melhores amigos, não precisava de estudos. Só fiz um rascunho rápido, um cronograma e comecei a desenhar. Uma vez desenhada e colorida, escrevi o texto nos balões de acordo com o desenho de cada quadrinho. Minha irmã ficou a tarde toda junto comigo me ajudando a escolher cada palavra.. e lá estava minha primeira história em quadrinhos pronta. Claro que não vou falar aqui do que se trata a história.. não vou dar spoilers sobre a minha primeira HQ publicada..

Afinal, hoje, essa história tá nas melhores livrarias! E eu resolvi escrever isso aqui pra tentar compartilhar com voces a alegria que é pra mim ter alcançado isso, dessa maneira, tão rápido.


Valeu gente!

Vitor Cafaggi


41 comentários:

Benhur Campos disse...

O legal de te acompanhar desde a primeira tirinha do puny é que hoje eu também me sinto orgulhoso por você! Eu sinto muito orgulho de dizer que eu conheço esse cara que está fazendo tanto sucesso e quem tanto ainda por fazer. Parabéns Vitor, pode ter certeza que eu irei comprar assim que tiver com o dinheiro!
Abração e muito sucesso.

Fábio Yabu disse...

A estrada é longa, e por vezes, vai parecer injusta. Uns poucos vão tentar te ajudar, muita gente vai tentar te sacanear. Cuidado com gente querendo tomar o seu melhor - sem saber que nossa alma, ninguém pode roubar. Sócios, principalmente.
Mas persevere, evolua, progrida espiritual e materialmente também, aguente firme, e, nos inevitáveis momentos de desânimo, lembre-se de que daqui a 50 anos eu vou querer ler um especial teu.
Abração, garoto. Make us proud!

edis disse...

espetacular!!! nem era preciso comentar o motivo da ausencia da cueca sobre a calça do aranha. o velho stan não se sairia melhor em justificar! a sua tirinha explica melhor que uma página inteira de texto. e o pequeno Murdock, aí começou o hábito que viria a definí-lo, a torná-lo o heroi que é!
parabens!!! tocante mesmo, continue assim e não terá mais como melhorar!!!!!!!!!!!!!!!

edis disse...

ah! foi nesta tirinha que começou também o hábito de rasgar, assim como acontece nos filmes e nos quadrinhos, a mascara do aranha deixando à mostra o olho e o pega -rapaz?
acho que o vitor é tão fã do aranha que acaba por incluir referências à mitologia das hqs e cinema mesmo sem querer! ou vaí dizer que pensa em tudo!! heheheh!

ah, e essa quinta que não chega!!!
ou será sexta?!

Eduardo Ferreira disse...

exatamente como disseram acima, fico impressionado com os detalhes. a máscara partida no olho foi um detalhe fino rapaz.

demais

Isa* disse...

Parabéns Vitor, pode ter certeza que eu irei comprar assim que tiver com o dinheiro! [2]

Mesmo porque Turma da Mônica foi o que me fez gostar de ler, de desenhar, de escrever, de quadrinhos, quando eu tava lá pelos cinco/seis anos. Enfim, parabéns mesmo!
E a tirinha tá muito boa também. (:

Danilo Leonardi disse...

Hahaha. Ouça o Yabu. Uma das pessoas mais inteligentes que conheci. Mas fico realmente feliz por você.

E ótima tirinha novamente. Mas me diz uma coisa, você as escreve primeiro em inglês, não é? Porque nessa língua as falas sempre ficam um pouco mais naturais e com mais efeito. Espero que pelo menos chame a atenção da Marvel (Disney?).

Capitão disse...

Nossa. Que tirinha maravilhosa. É como as tirinhas do Snoopy ou do Calvin que não precisam te fazer rir e sim, sentir.

Isso é o que importa. Sentir.

Obrigado.

Caio Marcos Rabbi disse...

mts parabens Vitor!

vc merece mano!

em busca da minha já!!!

Cafaggi disse...

Valeu Benhur! Esse cara e fã do Puny desde antes do blog!
Obrigado pelos conselhos, pela força e por acreditar em mim Fábio!
Valeu Edis! E realmente eu tinha esquecido de falar sobre a máscara rasgada do Puny.. ainda bem que tem pessoas como você por aqui que completam minhas 'curiosidades'!
Capitão, a ideia é exatamente essa, valeu!
Realmente Danilo, não sei se é porque eu assisto muita série e muito filme, mas as tirinhas em inglês geralmente são mais fáceis de escrever sim.
E obrigado também Eduardo, Isa e Caio!

Pedro disse...

Realmente emocionante o gran finale da saga, Vitor. Ótima e precisa participação do Murdock. Sem palavras. Ah, no inicio do mês, com certeza sai a minha edição do MSP.
Abraço!

Von DEWS! disse...

Vitor,
tenho uma fama de "gostar de tudo", mas quando eu gosto mesmo sou sempre eloquente, mas dessa vez serei curto. realmente acho você um dos melhores quadrinistas que surgiram nos últimos anos. Não sou expert, mas leio muita coisa, seja underground ou famosa, e vejo muito quadrinista brasileiro se gabando aqui e ali, e reclamando que não tem espaço nem apoio. Mas te digo que foi o talento que pôs Stan Lee e Jack Kirby onde eles estão hoje. E acho que você está no mesmo caminho dos dois!=)
Tá bom.. fui eloquente do mesmo jeito, mas sincero!=D
Abraço!

Ton-Kun disse...

Cara, não poderia ter sido mais magistral. Esse arco terminou de forma fantástica e, cada vez mais, me convenço da grandeza dessas tirinhas. Tô louco pra comprar o álbum dos 50 desde o teaser que cê colocou do Chico um tempo atrás. E... Como cê gosta de fazer referência hein? É bom ficar coletando elas...

Pandumiel disse...

Acompanho o Puny Parker a pouco tempo, mas no primeiro dia que eu li, li todos os 50 quadrinhos antigos, pela ordem de lançamento.. alguns eu lia em Inglês e português pela excelente qualidade!

Essa oportunidade de fechar o MSP 50 é merecidíssima! Parabéns pelo seu ótimo trabalho e continue mantendo as tirinhas, pq se você para eu também vou puxar sua orelha e te dar animo para continuar!!

Parabéns!!

Cafaggi disse...

Valeu Pedro! E essa saga ainda vai ter consequência direta na nova saga que começa já na semana que vem!
Brigadão pelas palavars e por ter sido eloquente Von dews! Ontem fiquei sabendo de um amigo meu que é fã do seu blog. Ele pediu mais Lenore!
Valeu Ton-Kun! Grande parte da graça do Puny Parker taí né.. em procurar as referências. Fica de olho que tem muitas que eu nem comento nas curiosidades.
Valeu Pandumiel! Pode ficar tranquilo que nem me passa pela cabeça parar de fazer isso aqui por um bom tempo!

Refri disse...

Sério. Quando vc vê a comic ao vivo é bem mais emocionante. CARA, É MUITO LINDO *-*.

R disse...

Sempre acompanho o blog, desde que vi a matéria no site do universohq.
(além de que acompanhei as revistas do homem aranha muito tempo também)
Muito bom!
Parabens pelo trabalho aí, pelo convite para participar da MSP 50, e que seja só o começo.
Boa sorte!

Cafaggi disse...

Valeu R! E brigado Dominic! Legal que você gostou da história!

Mário Cau disse...

Vitor, sua HQ é umas das melhores de todo o MSP50.
Adorei mesmo, belíssima e com uma história muito sublime eheheh
Abração e continue com o grande trabalho!!!

Von DEWS! disse...

hehe!
Valeu por ele!
Vou providenciar mais "Lenore".!=]

Vini (Visentini) disse...

Putz, não vejo a hora de ver isso!
Tão falando muito bem da sua história, Cafaggi!
Parabéns pelo presente q é fazer uma história do Mauricio!
Abração!

Vini (Visentini) disse...

Ah! Ia me esquecendo... a tira tá fantástica! Gosto muito do Demolidor!

Johnny Brito disse...

Emocionante, cara...moh sentimento legal ler esse post! Serião, sei que já disse isso mtas vezes e as vezes parece puxasaquismo...mas eu acredito MESMO no seu trabalho!!! Não só pela qualidade tecnica, mas pela pessoa que vc eh mano! Tenho certeza absoluta que vc vai chegar mto longe! Morro de orgulho de vc! TO LOUCO pra por as mãos nessa HQ! Jah procurei na Saraiva e nao tinha..vo ver na Cultura aki perto! E vo guardar com mt orgulho...e assim q nos vermos de novo, vc vai autografar pra mim hein! hahaah
Mais uma vez, parabens Tinho!!! Vc merece esse reconhecimento..e mt mais! Abração!

Cafaggi disse...

Ja agradeci no Twitter e agora aqui.. Valeu Mário Cau!
Valeu Vini!
E brigadão pela força desde o começo, Johnny! Esse cara é um dos que puxava a orelha quando eu atrasava as tirinhas.

Ton-Kun disse...

E aí, Cafaggi, já viu os comentários sobre o álbum no Melhores do Mundo? O cara rasgou uma seda por sua causa. Tô louco pra ler de uma vez essa tua história, véio.
Parabéns aí pelo sucesso.

Amer H. disse...

Damn, o MSP 50 já saiu?

Meu querido, vou confessar que não sou grande fã de artistas nacionais. Acho que muitos deles simplesmente copiam o trabalho de artistas consagrados, trocam um chapéu de cowboy por um de cangaceiro e acham que estão fazendo arte.

Mas diabos, você é um dos artistas mais brilhantes que eu já ví e vou deixar de lado minha intolerância só pra comprar este álbum e prestigiar seu trabalho.

Você nunca precisou provar nada pra ninguém e mesmo assim, seu trabalho consegue calar a boca de muito "profissional" que lança lixo no nosso mercado e se gaba disso.

Se todos os artistas Brasileiros de quadrinhos fossem como você, pode acreditar que teríamos uma indústria bem mais séria e profissional deste ramo por aqui.

Enfim, assim que comprar eu volto pra encher vosso saco!

Cheers!!!

Ricardo disse...

Vitor,

Sinceramente, comprei o MSP 50 e sua história do Chico Bento fecha magistralmente esse livro, toda a critica que esta sendo feita a respeito desse álbum consideram sua HQ a melhor ou uma das melhores do livro. A arte é belíssima e o texto emocionante. Parabéns pelo belo trabalho.

Ju Sampaio disse...

Eu nem vi ainda o MPS50, mas só de ler o seu relato sobre a criação da história fiquei emocionada, com lágrimas nos olhos. O Chico Bento é meu personagem favorito do Maurício, fez parte da minha infância, e hoje minha filha também adora. Li várias críticas ótimas deste seu trabalho e não vejo a hora de ler. Muito sucesso para você!

Cafaggi disse...

Eu vi lá a resenha do MDM Ton-Kun! Fiquei felizão com o comentário deles!
Putz! Valeu mesmo Amer! Depois que você ler a história me diz o que achou, tá?
Brigadão Ricardo, que bom que você gostou da história! Tô muito feliz com o retorno das pessoas que já leram ela.
Obrigado Ju Sampaio! Depois que você e sua filha lerem a história me escreve de novo falando o que achou!

Roberval disse...

PQP, Vitor.
Há algum tempo acompanho teu blogue e sempre me perguntei por que vc não tinha entrado em contato com a Marvel. O que vc tem, tuas idéias é uma mina de ouro mesmo. Vc sabe trabalhar com os elementos mais clássicos da Marvel como poucos que já vi. Os outros são Stan Lee e Walter Simonson.
Ainda não comprei o livro do Mauricio até por que não o encontrei nas livrarias. Mas já percebi que escolheu o Chico Bento, de longe minha personagem favorita. Outra coisa, teu traço é bom pra caralho...

Um abraço e muito sucesso.

Cafaggi disse...

Valeu mesmo Roberval! Sempre bom ser comparado com caras como Stan Lee e Walter Simonson.. haha

Alexandre disse...

Vei, não fazia idéia que o autor de puny parker fosse o cara que fez a história que eu mais gostei.
Qdo vc comentou que gostou mas da história do Vinicius Mitchel, fui dar um garimbada para rever a história e pensei em como é engraçado cada pessoa ter seu gosto. E no final do post descubro q vc é o autor da obra-prima q ficou a última história ("a história não contada", como eu chamo por mim mesmo).
Abraços, sucesso e felicidade na vida ;)

ila fox disse...

Victor, incrível sua participação no MSP 50! está de parabéns!

Vou ver se consigo pegar seu autógrafo no FIQ! :-D

ila fox disse...

Olá novamente! estava lendo sobre seu processo com a história e percebi que passamos por um momento parecido.

Na parte que diz "eu sempre quis fazer quadrinhos, mas nunca tinha tempo pra isso", era como me sentia a 5 meses atrás antes de retomar com as ilustrações.

Todos os dias eu estou me condicionando a desenhar algo no blog. Afinal, nada como a prática né?

Fico feliz de ver ilustradores como vc que estão recomeçando e já conseguindo seu espaço... me faz acreditar que um dia eu possa ter o meu!

Parabéns mais uma vez.

Cafaggi disse...

Brigadão Alexandre! Brigadão ILa! Tomara que a gente se encontre no FIQ sim!

Helder disse...

NOOOOOSSA! TEU CHICO BENTO FICOU MASTER!! D=

Agora quero comprar essa coletânea hahaha MS é muito bom! =)

Parabéns!

Jonas Santos disse...

muito original parabens pelo trampo!!

-ABVM- disse...

Cara, vc sabia que eu n tinha nem a menor idéia de quem vc era. Mas tempos atrás quando li o livro do Maurício de Souza aqui em questão, imediatamente eu amei a história q fecha o livro. Quando vc fez mensão de dizer q tinha participado, imediatamente lembrei da história do chico por causa do seu traço característico. Nunca os personagens do Maurício, que eu tenha visto, tinham sido tratados de uma maneira tão doce e profunda como na história q vc fez. Nesse mesmo nível vem, que me lembro agora, a história da E. Awano. Sei que tem tbm os outros artistas, mas n me lembro agora, hehehe. Vc é um dos quadrinistas nacionais que prometem pro futuro. Espero que esse futuro chegue logo, mal posso esperar... um abraço do seu mais novo fã.

Airton Bruno V. Martins

Cafaggi disse...

Nossa, brigadão pelos elogios, Airton. E volte sempre aqui no blog.

Daniel Brandão disse...

Vitor, quero te agradecer por citar meu nome neste post. Me senti muito feliz e honrado. Quero te dizer, cara, que, sem nenhuma demagogia, a sua HQ foi a minha predileta no álbum. Parabéns pelo seu trabalho.

Cafaggi disse...

Valeu Daniel! Fica sabendo que pra mim, é uma honra ter um comentário seu aqui. Gostei muito da sua história.