quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Rio!

Quarta-feira passada, antes de minha irmã e eu viajarmos para o Rio, eu disse: “Na Rio Comicon esperamos encontrar velhos conhecidos, conhecer gente nova e legal, trocar ideia, mostrar nosso trabalho, aprender e comprar muitos e muitos quadrinhos. Fora dela, vamos aproveitar ao máximo nossos dias no Rio de Janeiro." E nossa passagem pelo Rio foi exatamente isso.

Sobre as HQs que levei pra vender lá, não podia ter sido melhor. Chegamos quinta-feira à tarde e, no sábado, já tínhamos vendido todas as cópias (umas 115) de The Cute Teens and The Lame Zombies/An Olive Song que tínhamos levado. Acho que o fato de ter tido uma zombie walk lá na sexta ajudou bastante nas vendas.

Encontrar velhos conhecidos foi ótimo. Tem gente que podemos ficar um ano sem ver que, quando encontramos, é como se tivéssemos ido ao barzinho há uma semana. Tem gente que basta conversar cinco minutos pra nos sentirmos velhos amigos. E tem gente que vai ficando mais legal a cada vez que a gente vê.

Comprei e ganhei muitos quadrinhos legais lá, muitos mesmo. Mas admito que voltei a BH com uma vontade grande de ler quadrinhos de super heróis.

Conhecer gente nova e legal foi, para mim, o ponto alto do evento. Conhecer gente que tem gostos parecidos com os nossos, gente que a gente admira, que a gente gosta só pelos tweets da pessoa e ver que essa pessoa é de verdade e ainda mais legal ao vivo foi o melhor. Ganhar um desenho do Puny feito pela talentosíssima Cristina Eiko no dia que eu tava mais cansado e estressado fez valer o dia.

Seria impossível falar aqui o nome de uma por uma das pessoas incríveis que marcaram esses dias de evento. Mas faço um agradecimento especial aqui às ladies comics Mariamma e Samanta e seus respectivos namorados, Thiago e André, pela companhia nesses dias e, principalmente, pelo bom humor e pelas risadas nos inevitáveis momentos de emboscada.

Não deu para aproveitar tanto o Rio dessa vez, mas vale registrar a noite em que Lu e eu comemos uma porção de camarões em que cada camarão era maior do que nossas cabeças (juntas) e uma ida rápida à praia com muitos cãezinhos ao nosso redor.

Aprendemos muito na Comicon também. Nem tanto com as palestras em si, mas, ao conversar com minha irmã (enquanto devorávamos uma pizza gigante, sozinhos, no sábado de madrugada), a gente chegou a várias conclusões sobre porque a gente faz quadrinhos, para quem a gente faz quadrinhos, aonde queremos chegar nos próximos anos, quem queremos ser... Um dia eu faço um post sobre isso. Prometo.

Para finalizar, você pode ver aqui uma cobertura bem legal do evento feita pelo Daniel Gnattali, em forma de quadrinhos.

http://danielgnattali.blogspot.com/

E dá uma olhada também no diário de viagem da Samanta Flôor, que não fala só do evento mas tá muito divertido.

http://samantafloor.blogspot.com/

16 comentários:

LucasFAdS disse...

droga, acabei eskecendo disso >.<

Guilherme Kroll disse...

Olha eu aí, do lado dos super irmãos Cafaggi, do lendário Mauricio de Sousa e do Diego Figueira e da Lu Alves. Foi um evento bem porreta esse. Ano que vem tem mais.

ila fox disse...

Nem o tempo de chuva desanimou! tava muito bom! e que venham outros ComiCons!

Vini (Visentini) disse...

É bom ver q caras com o seu talento estejam se dando tão bem, mas mesmo assim, sempre preocupado por dar o melhor aos seus leitores!
Cê merece, bro!
Parabéns e ´bora fazer mais quadrinhos!

Gabi César disse...

Olha... O Gui! Hahahaha, que massa!

André Maia disse...

Belas palavras... E que nos próximos comicons vocês levem as versões inteiras de Olive Song e Cute Teens... Até por que a prévia fica com gostinho de quero mais.

Lucita disse...

Huuummmm, eu conheço aquele Bone do autógrafo!!! heheheheheh!
Eu queria ter ido na Comicon, mas devido à fatores como falta de grana + falta de tempo eu fiquei só na vontade mesmo!!!

Daniel Gnattali disse...

Fala Cafaggi, obrigado! Muito foda a hq de vocês - por isso que esgotou!

Eu ainda não consegui o MSP, mas fiquei louco pra ler a sua história, cara. Parabénszaço e aquele abraço!

Mariamma Fonseca disse...

:)Foi muito bom memso! As emboscadas foram as melhores! Nunca vou esquecer aquele elvador antigo kkkkkkkk Abraços e prazer em te conhecer melhor!

André Coelho disse...

Realmente, foi muito foda.
Vi o Laerte travestido ao vivo, cumprimentei gente que eu leio há anos - entre eles, o que eu leio há mais tempo: Maurício de Sousa.

Confusões a parte, foi inesquecível!

E o prazer foi nosso!

Panda disse...

Queria tanto ter ido ç.ç

Tito Camello disse...

Foi muito tri mesmo. Esperamos vocês ano que vem pra mais uma RioComicon. E desta vez, cobrarei meu desenho no A4.
Abraço.

samanta disse...

foi demais! :D
acho que a parte mais divertida é realmente conhecer os amigos virtuais, né. essa troca de ideias, pra quem trabalha sozinho é muito bacana.
vamos lançar logo o COMESENHANDO LOUCAMENTE :D

Eiko disse...

Oi Vitor! Ixi, obrigada pelas gentis palavras, embora eu ache q não tenha nem 1/1000000000000000000 do talento que rola no DNA dos Cafaggis =)

Mal posso esperar para ler/ver o resultado desse entusiasmo com q a Comicon contagiou a todos nós!

Um abraço!

Cafaggi disse...

Valeu, gente! Quem não foi na Comicon, quem gosta de quadrinhos e não tem o costume de ir a eventos como esse e o FIQ.. repense seus conceitos. vale muito a pena.

Agulha3al disse...

Tive que colocar aqui isso... Eu ia participar dessa zombie walk... tava gripado